Estamos no novo site do Museu!

A partir de 18 de maio de 2018, o Museu Dr. Joaquim Manso passará a disponibilizar um site, a partir do portal da Direção Regional de Cultura do Centro, pelo que este blogue não será atualizado, mas permanecerá como arquivo da nossa comunicação entre 2009 - maio 2018.

O novo site é um novo recurso informativo à sua disposição.
Saiba mais sobre a nossa história e coleções, acompanhe as nossas iniciativas e conheça as nossas condições de visita em http://drcc.qs.pt/museu-dr-joaquim-manso/ 

Continue a acompanhar-nos aqui ou visite-nos!


18 maio | "SAFRA - música e poesia com o mar lá dentro"



No dia 18 de maio celebra-se o Dia Internacional dos Museus.
 
Em 2018, o dia é dedicado ao tema "Museus hiperconectados: Enfoques novos, públicos novos",
pretendendo sensibilizar o público para o facto dos museus "serem um meio importante para os intercâmbios culturais, o enriquecimento de culturas, o avanço do entendimento mútuo, a cooperação e a paz entre os povos".

E que melhor forma de nos entendermos senão através da música e da poesia, tendo o mar como eixo privilegiado para os intercâmbios culturais?

É com este propósito que convidamos a assistir a "SAFRA - música e poesia com o mar lá dentro", espectáculo inserido na programação do Museu Dr. Joaquim Manso para o "Dia Internacional dos Museus" e no evento "Nazaré Marés de Maio 2018".


Partindo da antologia de poesia sobre a Nazaré, "Canto de Mar", SAFRA é uma aventura musical onde a palavra em forma de poema é dita, não cantada.

Cinco músicos em palco convidam o espectador a viajar pela Nazaré, nas palavras de vários autores, acompanhadas de música instrumental originalmente criada para o espectáculo: João Quintino, bateria; Cláudio Magalhães, guitarra eléctrica e teclas; Rui Arroja, baixo eléctrico; Tânia Calhaço, leitura; e Filipe Vidal, leitura, guitarra acústica e teclas.



SAFRA
18 de Maio de 2018, 15 horas
Local: Teatro Chaby Pinheiro, Sítio da Nazaré
Duração: 1 hora
Gratuito

Produção: Casa do Adro – Associação Cultural e Nazaré Marés de Maio 2018
Colaboração: Museu Dr. Joaquim Manso e Confraria de Nossa Senhora da Nazaré

+ informação em Evento SAFRA ou em SAFRA


 

Teatro "Pelos que andam sobre as águas do mar" | 5 maio

Sábado 5 de maio | 21h30 | Cine-Teatro da Nazaré
"Pelos que andam sobre as águas do mar"
Entrada: 2 euros
Reservas ou mais informações: nazaremaresdemaio@gmail.com

"Pelos que andam sobre as águas do mar" é um projeto de Raquel Belchior, a partir do livro de Raul Brandão "Os Pescadores" (1923).
Encenação de Miguel Jesus com interpretação de Ana Lúcia Palminha e Suzana Branco, com o apoio da Direção-Geral das Artes/Ministério da Cultura.

Em 2017, a equipa esteve uma semana de Residência Artística na Nazaré, para realizar uma série de entrevistas a homens e mulheres ligados ao mar e à pesca, que são integradas no espectáculo através de projeção vídeo.
Após a sua estreia em maio de 2017, "Pelos que andam sobre as águas do mar" volta à Nazaré a 5 de maio de 2018, contando com a colaboração em palco do Grupo Etnográfico de Danças e Cantares da Nazaré.

Organização: Nazaré Marés de Maio
Apoios: Fundação GDA e Mútua dos Pescadores, Mútua de Seguros, C.R.L.
Parceiros: Município da Nazaré, Câmara Municipal de Sesimbra, Município de Setúbal, Câmara Municipal do Montijo
Outros apoios: Museu Dr. Joaquim Manso - Museu da Nazaré, CRIA, Setúbal Pesca, SCUPA, IELT, FSCH-UNL / FCT.


"Heróis ou Mercadoria?"



"Heróis ou Mercadoria?" | 5 a 20 de maio | Praça Sousa Oliveira, Nazaré


Este sábado, 5 de maio, arranca o "Nazaré Marés de Maio 2018", contando pelas 18 horas com a inauguração de "Heróis ou Mercadoria?", da autoria de João Delgado, uma instalação artística que apela à reflexão sobre a presença dos nazarenos na pesca do bacalhau.

No âmbito deste mesmo projeto, no dia 31 de maio, será apresentado o documentário “Nazarenos nos Mares de Fim do Mundo”, produzido com o apoio da Câmara Municipal da Nazaré. Uma recolha de depoimentos de nazarenos que foram à pesca do bacalhau entre os anos 1950 e 1970.

Organização:
uma iniciativa conjunta da Mútua dos Pescadores, Mútua de Seguros, C.R.L., Casas do Quico e Museu Dr. Joaquim Manso - Museu da Nazaré,
com a colaboração do Museu Marítimo de Ílhavo.

Inserida na programação do Ano Europeu do Património Cultural 2018.
Apoio: Município da Nazaré


Um evento "Nazaré Marés de Maio 2018".




Exposição "Revisitar a Nazaré de Álvaro Laborinho" na Galeria Paul Girol




Exposições de Álvaro Laborinho e Bernardo Lúcio inauguram a 21 de abril na Galeria Paul Girol e Galeria do Cine-Teatro da Nazaré
 

A 21 de abril, na Nazaré, abrem ao público as exposições de fotografia de autoria de Álvaro Laborinho e de Bernardo Lúcio, respetivamente na Galeria Municipal Paul Girol e na Galeria do Cine-Teatro da Nazaré, numa organização da Câmara Municipal da Nazaré e Museu Dr. Joaquim Manso – Museu da Nazaré.

Nascido na Nazaré em 1879, Álvaro Laborinho produziu uma vasta obra fotográfica sobre a sua terra natal na primeira metade do século XX. Já seu bisneto Bernardo Lúcio, nascido em Coimbra em 1977, fixou-se no Algarve, onde recentemente promoveu a sua primeira exibição de fotografia, tendo por tema os desafios que se colocam à costa Algarvia no início do século XXI.

A inauguração da exposição de fotografia de Álvaro Laborinho “Revisitar a Nazaré de Álvaro Laborinho” está marcada para as 16 horas de 21 de abril, na Galeria Paul Girol, localizada na Biblioteca Municipal da Nazaré. A mostra fotográfica de Bernardo Lúcio “Domínio Público-Privado” está patente na Galeria do Cine-Teatro da Nazaré a partir das 17h30 do mesmo dia, contando com a presença do autor.

“Revisitar a Nazaré de Álvaro Laborinho” tem curadoria de Bernardo Lúcio, que selecionou um conjunto de 14 fotografias a partir da coleção do Museu Dr. Joaquim Manso. Parte das fotos expostas são inéditas, representando mais um importante contributo para o conhecimento da vasta obra de Álvaro Laborinho que integra a coleção do Museu da Nazaré, por doação do filho do autor, o embaixador Álvaro Brilhante Laborinho.

Para além da mostra fotográfica, na Galeria Paul Girol será ainda possível encontrar diversos objetos pessoais e equipamentos fotográficos de Álvaro Laborinho, como cartões estereoscópicos, bilhetes-postais, livro de registos de chapas, pertencentes ao Museu Dr. Joaquim Manso ou cedidos pela família de Álvaro Laborinho.

Esta é uma exposição inserida na programação do Ano Europeu do Património Cultural 2018.

A exposição “Domínio Público-Privado” foi apresentada pela primeira vez ao público em finais de 2017, em Faro. O lixo e o luxo da costa Algarvia são mostrados por Bernardo Lúcio, que assim nos convida a reflectir sobre as ameaças das pressões naturais e humanas exercidas na Ria Formosa: “Independentemente de juízos de valor, locais únicos, a caminho da extinção.”

Estas mostras fotográficas resultam de uma parceria entre a Câmara Municipal da Nazaré, o Museu Dr. Joaquim Manso – Museu da Nazaré e Bernardo Lúcio, tendo o apoio das Casas do Quico / Quico Turismo Lda., encontrando-se patentes até 19 de maio de 2018.

Locais:

Exposição “Revisitar a Nazaré de Álvaro Laborinho”, na Galeria Paul Girol da Biblioteca Municipal da Nazaré.
Exposição “Domínio Público-Privado”, de Bernardo Lúcio, na Galeria do Cine-Teatro da Nazaré.

Calendarização:
Exposições patentes de 21 de abril a 19 de maio, nos horários de abertura da Galeria Paul Girol (segunda a sexta-feira, 9h30-13h e 14h-18; sábado, 15 às 18h) e do Cine-Teatro da Nazaré
 

Programa complementar:
Workshop de Fotografia com Bernardo Lúcio – 12 de maio, das 10h00 às 18h00
Colóquio – 16 de novembro, em horário e local a definir.

Organização:
Câmara Municipal da Nazaré
Museu Dr. Joaquim Manso – Museu da Nazaré
Bernardo Lúcio

Apoio:

Casas do Quico / Quico Turismo Lda.
 

Agradecimentos:
Família Laborinho Lúcio

Contactos:
Museu Dr. Joaquim Manso | Direção Regional de Cultura do Centro
Rua D. Fuas Roupinho
2450-065 Sítio | Nazaré
telef. 262 562 801 | e-mail: mjmanso@drcc.gov.pt

Galeria Municipal Paul Girol
Biblioteca Municipal da Nazaré
Rua Grupo Desportivo “Os Nazarenos”
2450-291 Nazaré
telef. 262 562 388

Cine-Teatro da Nazaré
Rua Dr. Ruy Rosa
2450 Nazaré

18 abril | Dia Internacional dos Monumentos e Sítios | "SER NAZARÉ"




Assinalando o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, o Museu Dr. Joaquim Manso apresentará a atividade "Ser Nazaré", dinamizada por Mariana Silva Santos.

No período da manhã, participe nas 2 Visitas Guiadas ao Museu Dr. Joaquim Manso centradas no traje tradicional da Nazaré, um património que vai passando de geração em geração e que ainda hoje é usado no dia-a-dia por muitas nazarenas.

Os participantes irão conhecer as características do traje de trabalho masculino e feminino, salientando-se o seu carácter simultaneamente funcional e agasalhador adequado à faina marítima.

O colorido decorativo dos aventais e "cachenés" e as "7 saias" das mulheres animam os dias de festa, quando a Nazaré vibra com os cantares e as danças do seu folclore.

No final da visita, os participantes são convidados a tirar uma fotografia, "entrando" numa das pinturas de Abílio de Mattos e Silva, um artista que estudou e representou pormenorizadamente o traje tradicional da Nazaré.

Esta atividade é dinamizada por Mariana Silva Santos, no âmbito da sua PAP do 12º Ano do Curso de Turismo da ETEO - Escola Técnica e Empresarial do Oeste


“Ser Nazaré” vai levá-lo na maré. Mergulhe na história e na cultura da Nazaré!

Data: 18 de abril
Horário: 10h30; 11h30
Local: Museu Dr. Joaquim Manso, Nazaré

Nazaré Páscoa

Nesta Páscoa, visite a Nazaré e participe no seu programa de animação cultural e turística, vibrando as ruas com o colorido do traje de festa, as danças do folclore e os jogos tradicionais nas ruas da Praia.

Para recordar as "Festas da Páscoa" no "museu vivo da Nazaré" dos anos 1960, partilhamos alguma documentação do nosso arquivo / centro de documentação.



Cartaz "Avril au Portugal. Festas da Páscoa Nazaré 1964". MDJM

Capa do desdobrável "Avril au Portugal. Festas da Páscoa Nazaré 1964". MDJM

Excerto do interior do desdobrável "Avril au Portugal. Festas da Páscoa Nazaré 1964". MDJM

Foto Passaporte, "Concurso de traje e foquim na Nazaré", s.d (anos 1960). MDJM

Nazaré Criativa



No dia 24 de março, o Museu Dr. Joaquim Manso colaborou no workshop "Confecção de carapaus de pano", dinamizado por Fátima Barroso, e promovido pelas Casas do Quico - Turismo, no âmbito do seu projeto "Nazaré Criativa".

Iniciámos a tarde com uma breve apresentação sobre o traje tradicional da Nazaré e a relevância do "escocês" enquanto tecido tão frequentemente utilizado que se tornou emblemático do mesmo e da própria Nazaré.
 

O evento decorreu no espaço da Antiga Casa da Câmara, na Pederneira, contando também com a colaboração da Casa do Adro - Associação Cultural.
 

Agradecemos o convite que nos foi endereçado e felicitamos todos os participantes pelo "espírito criativo" que demonstraram!

24 março | Confecção de Carapaus de Pano



 
Nazaré Criativa | Confecção de Carapaus de Pano
Worskhop de Fátima Barroso
Data: 24 de março, das 15h às 18h
Local: Antiga Casa da Câmara (Pederneira)

O Museu Dr. Joaquim Manso associa-se à oficina “Confecção de Carapaus de Pano”, dinamizada pela artesã Fátima Barroso, no âmbito do projeto “Nazaré Criativa”, promovido por Casas do Quico / Quico Turismo, Lda., com com o apoio do projecto CREATOUR.
 

Nesta sessão, o Museu explanará as especificidades do traje tradicional da Nazaré, apresentando algumas peças da sua relevante coleção, para informação e estímulo da criatividade dos participantes, que irão conceber “carapaus de pano” com o denominado tecido “escocês”.
A atividade destina-se a dar visibilidade a este tecido que terá servido de base ao trajo da Nazaré.

“Nazaré Criativa” celebra a “Criatividade da Gente da Nazaré”. É um projecto-piloto de turismo criativo que visa promover oficinas criativas com artistas e artesãos nazarenos

INSCRIÇÕES e mais informações aqui.


"(Re)Projeções" | Projeto Educativo Museu - Externato

"(Re)Projeções" | O Museu foi ao Externato


"(Re)Projeções" é um projeto educativo que, no ano letivo 2017-2018, marca a parceria entre o Museu Dr. Joaquim Manso e o Externato D. Fuas Roupinho.

Os alunos do curso de Artes Visuais  (11º e 12º ano) aventuram-se num novo projeto que tem como objetivo renovar e explorar tradições associadas às vivências nazarenas.

Fazem parte do projeto a exploração e introdução ao vídeo mapping através de uma linguagem artística para explorar os padrões dos "cachenés" (lenços) do traje tradicional feminino, baseando-se também na obra do ceramista Mário Reis, nomeadamente nos painéis que se encontram na Gare do Ascensor da Nazaré.


Este projeto educativo resulta da parceira entre o Externato D. Fuas Roupinho, Museu Dr Joaquim Manso, Reaction AV e Mário Reis.

A 30 de janeiro teve início a primeira sessão do projeto, que culminará a 25 de maio. Saiba mais AQUI.


A tua MARCHA no Museu!



Na Nazaré, O Carnaval é intensamente vivido por toda a comunidade.

O Museu Dr. Joaquim Manso – Museu da Nazaré vem, como habitual, lançar o desafio a todos os grupos carnavalescos e foliões para entregarem uma cópia das marchas (letra e/ou música) no Museu!

Ao longo dos anos, o Museu tem reunido um número considerável de letras de marchas, a mais antiga datada de 1928. Hoje, esta “Marchoteca” constitui a memória de tantos Carnavais nazarenos e é património de todos, em constante atualização.

As marchas poderão ser entregues no próprio Museu, enviadas por e-mail para mjmanso@drcc.gov.pt ou através da nossa página no Facebook ( https://www.facebook.com/MuseudaNazare )

A colaboração de todos é imprescindível para mantermos a “marchoteca do Carnaval da Nazaré”!

O Museu Dr. Joaquim Manso deseja um BOM CARNAVAL a todos os foliões!

BOAS FESTAS!


Desejamos a todos os nossos visitantes, colegas, colaboradores e amigos umas BOAS FESTAS e um Feliz Ano de 2018, com uma grande ONDA de boas surpresas!
 
Informamos que, para além do nosso horário de encerramento atual, estaremos encerrados ao público no dia 26 de dezembro, conforme despacho comum aos Museus da Direção Regional de Cultura do Centro.

Como se orientavam os pescadores...




Semana da Ciência e Tecnologia 2017
Como se orientavam os pescadores...


Para assinalar a Semana da Ciência e Tecnologia, o Museu Dr. Joaquim Manso convida-o para uma visita guiada baseada nos sistemas de comunicação e orientação tradicionais dos pescadores.

Hoje completamente substituídos por novas tecnologias, os “sinais de terra” e “de mar”, os archotes, as pinturas murais, as sondas artesanais, entre outros sistemas de comunicação e orientação, implicavam saberes muitas vezes intuitivos, passados de geração em geração.

Através da exposição do Museu, venha (re)conhecer alguns desses processos!


Data: 23 de novembro, 10h30 e 14h30
Marcação prévia até dia 21 novembro, gratuito
Local: Museu Dr. Joaquim Manso
Rua D. Fuas Roupinho
2450-065 Sítio | NAZARÉ
telef. 262 562 801
mjmanso@drcc.gov.pt
http://mdjm-nazare.blogspot.com
https://www.facebook.com/MuseudaNazare

Visitas Guiadas


O Museu Dr. Joaquim Manso fica localizado no Sítio da Nazaré, junto ao Promontório, de onde se avista uma das mais belas praias de Portugal.

A pesca e as atividades relacionadas marcam esta região e determinam a própria identidade portuguesa, como país de extensa costa e vocação marítima.

O Museu da Nazaré representa esta identidade histórico-cultural, com incidência na cultura do mar. As suas coleções são diversificadas, desde objetos etnográficos e arqueológicos, interessantes testemunhos da evolução geológica e um considerável acervo artístico e fotográfico.

Pretendemos sempre aproximar o Museu à Comunidade, para melhor cumprirmos a nossa função sócio-educativa. 


Qualquer área disciplinar pode, aqui, encontrar elementos enriquecedores da aprendizagem em contexto escolar ou académico.
Mediante marcação prévia e sujeitas às condições de espaço, podem ser realizadas visitas guiadas a grupos escolares, instituições de solidariedade social, passeios turísticos e sénior, entre outros.

Fica o convite para visitar a Nazaré e o Museu Dr. Joaquim Manso!

 

Contactos:
Para visita guiada ou participar em alguma das nossas atividades educativas, contacte-nos através de:
e-mail mjmanso@drcc.gov.pt
telef. 262 562 801
Deolinda Brites / Dóris Santos



Duração: 30 a 60 minutos (máx.)
N.º participantes: 25 (máximo por grupo)
Visita guiada com marcação prévia: 1€/participante (gratuitidade de acordo com as condições regulamentadas)